Ações em sustentabilidade ganharão 6,4 milhões de dólares



O secretário do Meio Ambiente, Igor Tokarski, assina o acordo de cooperação.
O secretário do Meio Ambiente, Igor Tokarski, assina o acordo de cooperação. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília.





  • 4.903.663 dólares para investimento direto
  • 462.229 dólares para suporte administrativo
  • 1.040.780 dólares para custeio de equipe:
  • Restauração de 60 hectares de nascentes nas regiões prioritárias do Descoberto e Serrinha do Paranoá (360.568 dólares)
  • Sistema Distrital de Informações Ambientais (1.101.980 dólares)
  • Elaboração do diagnóstico de contaminação do lixão e proposta de remediação do lixão da Estrutural (524 dólares)
  • Realização da Virada do Cerrado com estruturação dos comitês de meio ambiente locais (4340 dólares)
  • Realização de estudos referentes a mudanças climáticas (348 dólares)
  • Estudos para o modelo de negócios de energia fotovoltaica e implementação de usina solar (120.814 dólares)
  • Ações prioritárias na região do Lago do Descoberto (631.090 dólares)
Agência Brasília - 30/03/2018

Comentários