Joe Valle deve encaminhar processos contra 17 deputados ao corregedor Juarezão

A manhã desta segunda-feira (20) pode selar não apenas o destino do mandato da deputada Sandra Faraj, como também de pelo menos 17 de parlamentares da Câmara Legislativa, que são investigados pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). A ação atende um pedido informal do Palácio do Buriti

Sem acusação formal qualquer, nem mesmo condenação judicial tramitada, Sandra Faraj sofre, há mais de um mês, um processo de desgaste de imagem com acusações motivadas por ex-servidores insatisfeitos por suas exonerações.

O caso da deputada deve marcar um posicionamento do presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle. Se o processo for à Corregedoria, obrigatoriamente, terá de encaminhar juntas outras denúncias bem mais complicadas, que inclusive tem investigações avançadas por parte do MPDFT, Tribunal de Contas da União e Polícia Civil do DF. Inclusive o próprio Joe faria um ato altruísta e iria também para o sacrifício. Caso contrário, estará claro que há um processo de perseguição contra a parlamentar.

Nos corredores da Câmara Legislativa, nenhum técnico vê motivação no pedido. Ao contrário, o corre é o fato de o presidente Joe se esquivar a todo tempo de tomar uma decisão sobre o caso. Estaria com medo de decidir. E sofrendo pressões do Executivo e da Adote um Distrital, o braço ongueiro do partido de Joe Valle, o PDT.


Fonte: Blog do Callado.

Comentários