Cursos profissionalizantes serão oferecidos para 300 mulheres

São 11 turmas para quem é atendido pelo programa Superando a Violência, da Secretaria de Justiça e Cidadania

Resultado de imagem para Superando a Violência sejus
Mulheres atendidas pelo programa Superando a Violência da Secretaria de Justiça e Cidadania e sem especialização poderão ocupar 300 vagas gratuitas em 11 turmas dos cursos profissionalizantes Mulheres Mil. O objetivo é facilitar a entrada no mercado de trabalho.

Quem fizer os cursos receberá passagens para transporte público e material didático. Uma bolsa formação será dada apenas às estudantes que apresentarem o número de identificação social (NIS) do Cadastro Único do governo federal (CadÚnico). Para ganhar o certificado, é obrigatório se formar.

Entre os requisitos estão idade mínima de 16 anos e apresentação de:
Cópia da identidade
Cópia do CPF
Declaração de escolaridade
Foto 3×4
Comprovante de residência

Os documentos devem ser entregues no núcleo do Superando a Violência da região onde a aluna vai estudar:
Sede da Secretaria de Justiça (Estação Rodoferroviária, Ala Norte)
Paranoá (Quadra 5, Conjunto 3, Área Especial D, Parque de Obras)
Plano Piloto (Estação 114 Sul do Metrô-DF, Subsolo)
Ceilândia (QNN 5/7, Área Especial C)
Guará (Quadra Econômica Lucio Costa, Alpendre dos Jovens)

Oferecidos pelas Secretarias de Justiça e de Educação, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), os cursos começam em 4 de abril e têm duração mínima de 51 dias. A carga horária de alguns, como o para técnica de enfermagem, é maior, por isso, levam mais tempo para ser concluídos.

Além desse, haverá turmas para assistente de faturamento, balconista de farmácia, camareira, cuidadora de idosos, desenhista de moda, garçonete, lavadora de carros e manicure e pedicure.

Para mais informações sobre horários e locais, a secretaria recomenda entrar em contato com os núcleos do Superando a Violência.


Inscrição nos cursos profissionalizantes Mulheres Mil

Até 22 de março (quarta-feira)

Das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira



Núcleos do Superando a Violência

Sede

Estação Rodoferroviária, Ala Norte

Telefones: (61) 2104-1934 e (61) 2104-1967



Paranoá

Quadra 5, Conjunto 3, Área Especial D, Parque de Obras

Telefones: (61) 2191-8785, (61) 2191-8783 e (61) 2191-8787



Plano Piloto

Estação 114 Sul do Metrô-DF, Subsolo

Telefones: (61) 2104-1191 e (61) 2104-1195



Ceilândia

QNN 5/7, Área Especial C

Telefones: (61) 2196-2703, (61) 2196-2704, (61) 2196-2705, (61) 2196-2706 e (61) 2196-2709



Guará

Quadra Econômica Lucio Costa, Alpendre dos Jovens

Telefones: (61) 2104-0280, (61) 2104-0281 e (61) 2104-0282

Comentários