Brasília-DF - Exposição Multimídia Catadores de História – Reflexões sobre o lixo, consumo e impermanência tem balanço positivo


Ação contou com o apoio do BRB

 
(Brasília, 11/10/2016) – A Exposição Multimídia Catadores de História – Reflexões sobre o lixo, consumo e impermanência foi realizada no Museu Nacional da República entre os dias 23/9 e 7/10. No evento, foram apresentadas à população questões ligadas ao lixo, ao consumo consciente e ao descarte correto de resíduos.
 
“Apesar de sermos uma instituição financeira, aspectos ligados à sustentabilidade estão cada vez mais fortes nas empresas. Hoje, independentemente do ramo de negócio, uma empresa só cresce e se solidifica no mercado se seus negócios estiverem atrelados a aspectos sustentáveis, socioambientais e de consumo consciente. Por isso, buscamos estar sempre presentes em iniciativas como essa, pois, com os conhecimentos adquiridos, temos a oportunidade de melhorar nossos processos”, ressaltou o presidente do BRB, Vasco Gonçalves.
 
A mostra também contou com o apoio do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), que distribuiu folders de orientação sobre os dias e horários das coletas seletivas e convencional e ofereceu dicas de separação e manejo dos resíduos para a coleta seletiva, com apresentações do grupo teatral “Arte Seletiva”. A ação teve, portanto, três focos: o consumo consciente; a reciclagem e reutilização dos resíduos; e a destinação correta dos materiais que não podem ser reaproveitados.
 
Balanço
Humberto Macedo, curador da exposição, considera a experiência do evento positiva, principalmente pelos contatos que as pessoas fizeram. Ele menciona alguns números apresentados na mostra, como o relacionado ao consumo de fraldas no DF. “Uma fralda parece inofensiva, mas quando pensamos no descarte e no impacto no meio ambiente, isso toma uma proporção maior. Hoje, uma criança usa entre seis e oito fraldas por dia. Multiplicando esse consumo diário por 365 dias e, em seguida, pelo número aproximado de crianças que nascem anualmente no DF – 45 mil – temos um consumo de 98.550.000 fraldas por ano. Do ponto de vista do descarte, é um volume monstruoso”, alertou.
 
Ele destacou o efeito multiplicador das informações presentes na mostra. “O evento ocorreu paralelamente ao Festival de Cinema, que, em uma de suas ações – o Festivalzinho - levou crianças da rede púbica para visitar a mostra. E o efeito da percepção de uma criança é multiplicador”, finalizou Macedo.
 
Vale mencionar que o filme “Catadores de História”, relacionado ao tema, também concorreu no Festival de Cinema, e foi vencedor nas categorias Melhor filme de longa-metragem, Melhor fotografia e Melhor trilha sonora.
 
Saiba mais
O projeto acontece no momento em que o país está se adequando à Lei nº 12.305 de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Em Brasília, por exemplo, há a expectativa, ainda para este ano, do funcionamento do Aterro Sanitário de Brasília, umas das exigências da Lei. A medida garante a segurança ambiental e a estrutura servirá para destinação ambientalmente adequada dos rejeitos (resíduos não passíveis de reciclagem).