Aniversário de 133 Anos - Bosque Rodrigues Alves Jardim Zoobotânico da Amazônia - Cidade das Mangueiras - PA




Aniversário de 133 Anos - Bosque Rodrigues Alves Jardim Zoobotânico da Amazônia - Cidade das Mangueiras - PA

http://www.belem.pa.gov.br/
25/08/2016
Os passeios do publicitário Rodrigo Gonçalves, 28 anos, e da jornalista Andressa Ferreira, 26, já não são mais os mesmos há um ano e três meses. Depois da chegada do pequeno Benício, o primogênito do casal, os dois passaram a frequentar ambientes que os deixassem mais próximos da natureza já para educá-lo com consciência da importância da preservação ambiental.
Destino certo, pelo menos um final de semana por mês a família do publicitário busca nos 15 hectares do Bosque Rodrigues Alves Jardim Zoobotânico da Amazônia, a contemplação da natureza e o conhecimento sobre a diversidade de espécies da fauna e flora do ecossistema amazônico. Inaugurado no dia 25 de agosto de 1883 como Parque Nacional, o Bosque, palco de encontros de famílias, casais, estudantes e amigos, completa nesta quinta-feira, 25, 133 de fundação.
“Nós pensamos muito em um mundo mais sustentável, onde todos devem preservar a natureza. E acreditamos que essa consciência deve começar desde criança”, diz a jornalista. “Por esse motivo fazemos questão de trazer nosso filho ao Bosque, que é referência da preservação nativa, bem no meio das construções urbanas. Queremos despertar nele os valores e a consciência da preservação da natureza”, completa.
A família da jornalista e do publicitário comemora, juntamente com os cerca de 30 mil visitantes que passam por mês no local, o aniversário de um dos principais cartões postais da capital. Os olhos de Benício expressam o encantamento pelo local focando cada detalhe da pequena floresta. No meio das trilhas abertas no Bosque, Benício corre e chama os pais para ver os animais. Os jabutis são os preferidos dele. “Visitamos o Bosque desde que ele era bem bebê. Entre todas as espécies o que o encanta mais são os jabutis. Acredito que seja por eles ficarem mais próximos do público e bem baixos, assim ele consegue ver bem de perto”, explica o publicitário, sem tirar os olhos do filho que já segue puxando o pai pelas mãos para ver outro animal.
Preservação – Benício, de 1 ano e 3 meses, recebe todos os dias orientações sobre o significado da preservação. Mesmo sendo muito pequeno para entender algumas coisas, os pais acreditam que o trabalho diário na doutrina o tornará um homem com educação ambiental no futuro.
No Bosque, a preservação de todas as áreas conta, ainda, com o trabalho de dezenas de funcionários, incluindo biólogos, veterinários, engenheiro agrônomo e florestal, técnico agrícola, pedagogo, agente de serviços urbanos, auxiliar administrativo, analista ambiental, técnico contábil e agente de serviços urbanos. Entre os funcionários, João Pinto Nunes compartilha parte de sua vida ao trabalho no Bosque. Nos 32 anos de trabalho, ele já passou por diversos setores, entre eles a venda de bilhetes e o almoxarifado.
Nessas três décadas, várias histórias são lembradas. “Essa aqui é minha segunda casa. Me sinto muito bem quando estou aqui. Nesse tempo são tantas e tantas lembranças boas, além dos grandes amigos que quero levar para a vida inteira”, afirma Nunes.
Entre os maiores apegos do funcionário no Bosque estão o peixe-boi. “Quando eu cheguei aqui o peixe-boi já estava. Então eu o vi crescer e tenho um carinho especial. Na verdade todos os funcionários têm esse amor por ele. Todos os dias quando chego para trabalhar, passo pelo lago só para dar um ‘bom dia’”, diverte-se o servidor.
João Nunes também fala de um buritizeiro que fica próximo ao lago da Iara. “Quando cheguei a árvore era bem pequena, as folhas ainda estavam próximas do lago. Hoje ele está com mais de 30 metros de altura. Fico observando e associando toda minha história com esse lugar”, conta.
Entre as histórias ele relembra a que presenciou com uns turistas. “Um casal estava aqui e eles começaram a conversar comigo. Eu falei que trabalhava há bastante tempo aqui e eles me convidaram para mostrar o espaço para eles. No meio de uma das trilhas vimos uma preguiça real dando cria. Eu nunca tinha visto. Eles também não e ficaram maravilhados. Foi um momento muito marcante. Infelizmente muitas pessoas de Belém não dão valor para esse espaço tão lindo, mas quem vem de fora se encanta pelo Bosque”.
Faltando pouco tempo para se aposentar João Nunes não gosta nem de lembrar como vão ser os dias sem trabalhar no Bosque. “É um apego muito grande. Não sei como vai ser ficar em casa e não vir trabalhar todos os dias. Sentirei muita falta daqui”, revela.
Comemorações – Os 133 anos do Bosque Rodrigues Alves serão comemorados pela família de Rodrigo e por todos os funcionários do espaço, que ao lado de seu Nunes irão celebrar a data com uma programação especial preparada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).
“Nessa ocasião, estamos realizando um conjunto de ações e atividades. Paralelamente a isso, o Bosque tem recebido atividades de forma permanente nos espaços físicos”, explica o titular da Semma, Deryck Martins. “Estamos também modernizando o espaço com a implantação de placas com QR Code, o lançamento do site e iniciando a construção do recito da jaguatirica, que servirá de abrigo para o primeiro felino do Bosque”, anuncia.
Derick ressalta ainda a importância do Bosque para Belém. “É um espaço que tem um simbolismo muito grande para a cidade, pela preservação do verde que se mantém em uma localização central e pela possibilidade do contato com uma vegetação remanescente, com espécies da fauna e flora amazônica”.
Programação – Entre as atividades que serão realizadas nesta semana estão visitas de escolas municipais, com trilhas monitoradas; exposição de animais taxidermizados e de sementes; plantio de mudas; oficina de reaproveitamento de materiais recicláveis; Cine Bosque; pintura de desenhos; trabalho de educação ambiental; “contação” de histórias; apresentação folclórica; e arvorismo. A programação, que se iniciou na última quarta, 24, segue até o próximo domingo, 28.
Entre as novidades preparadas para este ano, a Semma reservou um espaço para que os visitantes compartilhem suas fotos durante as visitas no Bosque, que serão publicadas no sitewww.belem.pa.gov.br/semma/bosque. As fotos devem ser enviadas para o email dgae.semma@gmail.com.
Texto: Ana Paula Azevedo
Foto: Tássia Barros – Comus
Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA)