Alessandro Soldi, vice-presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Distrito Federal (Sincodiv-DF).

Clima seco diminui vida útil de peças automotivas

A baixa umidade no Distrito Federal exige cuidados a mais na hora de revisar os veículos



Brasília, 17 de agosto de 2016 - Em Brasília, possuir um veículo nesta época do ano costuma exigir cuidados diferenciados em relação a outras regiões do país. Enquanto os motoristas de cidades litorâneas precisam ter cuidados com a ferrugem, a baixa umidade do ar em Brasília pode ressecar peças de plásticos e mangueiras.

“É importante ter um cuidado com esses componentes, já que o tempo de vida útil pode ser reduzido em função do clima”, alerta Alessandro Soldi, vice-presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Distrito Federal (Sincodiv-DF).
Soldi comenta, ainda, que as mangueiras dos veículos funcionam como as veias e artérias do corpo humano. “Essas peças alimentam todo o funcionamento transportando água, combustível e até ar para o motor”, destaca.

A verificação das condições da mangueira pode ser feita pelo proprietário do veículo ou o mecânico. “Quando ela está muito ressecada, as pontas soltam fiapos indicando que já está na hora de trocar”, observa o vice-presidente do Sincodiv-DF. No entanto, mesmo que o motorista veja uma mangueira com problema, a troca deve ser feita somente por um profissional. “O vão do motor está cada vez menor e com mais componentes, por isso o acesso à mangueira se torna mais difícil para quem não é profissional”, completa Soldi.

Sobre o SINCODIV-DF - Filiado à Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do DF (SINCODIV-DF) conta com 60 associados totalizando 136 concessionárias. A entidade é responsável pela pesquisa mensal sobre emplacamentos de veículos no DF.