ONU Comunicado




CEPAL divulgará Estudo Econômico da América Latina e do Caribe para 2016 na terça-feira (26)

Brasília, 26 de julho de 2016

Publicação analisa o desempenho da economia dos países da região durante o primeiro semestre do ano e apesenta perspectivas atualizadas de crescimento para os próximos meses. Lançamento do relatório acontece na sede da CEPAL, no Chile. Coletiva de imprensa será transmitida online e por videoconferência no escritório do organismo regional no Brasil, em Brasília.
Lançamento de Estudo Econômico será transmitido online e por videoconferência para o escritório da CEPAL no Brasil. Foto: Carlos Vera/CEPAL
Lançamento de Estudo Econômico na sede da CEPAL será transmitido online e por videoconferência para o escritório do organismo regional no Brasil. Foto: Carlos Vera/CEPAL
A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) divulgará na próxima terça-feira (26) seu Estudo Econômico de 2016 para os países da região. A publicação analisa o desempenho da economia dos Estados-membros durante o primeiro semestre do ano e apesenta perspectivas atualizadas de crescimento para os próximos meses.
A secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena, fará uma coletiva de imprensa para apresentar o relatório na sede da Comissão, em Santiago, Chile. O encontro com jornalistas será realizado às 11h (12h de Brasília) e será transmitida ao vivo por videoconferência para o escritório dor organismo regional no Brasil e, também, pelo site da agência da ONU.
Estudo Econômico da América Latina e do Caribe 2016 é um dos relatórios anuais mais importantes da CEPAL. Nesta edição, os capítulos temáticos do Estudo examinarão os desafios dos países da América Latina e do Caribe para viabilizar o financiamento para o desenvolvimento tendo em vista as metas da nova Agenda 2030 das Nações Unidas.
Os meios de comunicação estão convidados a participar da coletiva de imprensa por videoconferência no Escritório da CEPAL no Brasil, às 12h de Brasília, no dia 26 de julho, terça-feira (SBS. Edifício BNDES, 17. Andar – Brasília – DF), ou pelo site do organismo regional.