CAPS-AD do Guará inaugura sala de terapia ocupacional - Guará - DF



CAPS-AD do Guará inaugura sala de terapia ocupacional


Iniciativa é fundamental para recuperação da dependência química de álcool e outras drogas

BRASÍLIA (17/06/16) - Os usuários do Centro de Atenção Psicossocial Para Usuário de Álcool e Outras Drogas (CAPS-AD) do Guará ganharam uma sala de terapia ocupacional, inaugurada ontem (16/5), para o desenvolvimento de atividades que podem contribuir de modo decisivo para abrir as portas da sua reinclusão social – um dos maiores desafios a superar nessa área de atenção à saúde.

O espaço, antes ocupado por mobiliário danificado e equipamentos em desuso, ganhou uma nova configuração, compatível com as atividades de pintura, colagem, música e desenho, imprescindíveis para a recuperação da memória, atenção, concentração e raciocínio, aspectos cognitivos gravemente prejudicados pelo uso constante de drogas. "São formas de linguagem que incentivam a expressão e o processo criativo dos usuários, atitudes fundamentais no caminho da reinserção na sociedade", relata a enfermeira Amanda Sabino, preceptora dos estagiários.

A iniciativa em reabilitar a sala partiu dos estagiários de enfermagem da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), sob a supervisão da tutora do grupo, a enfermeira Zulmira Costa, que idealizou o projeto em parceria com a equipe do CAPS-AD. "Estamos preparados para atender cerca de 40 usuários semanalmente, em grupos de 15 pessoas por vez, em atividades com duração de uma hora e meia por sessão, às segundas e terças-feiras", diz a técnica de enfermagem Tânia Ferreira.

No dia 19/5, a equipe do CAPS, usuários atendidos na instituição, voluntários e pessoas da comunidade, participarão de uma caminhada em comemoração à Semana de Luta Antimanicomial de 2016, a partir das 9h, no Parque Ecológico do Guará Ezechias Heringer. "Nesta semana, inclusive, está em cartaz no circuito comercial de cinemas o filme "Coração da Loucura", estrelado pela atriz Glória Pires, sobre a história da psiquiatra Nise da Silveira, uma das precursoras da terapia ocupacional no Brasil", avisa Amanda Sabino.